A relação do hormônio da felicidade e uma boa noite de sono

Você está visualizando atualmente A relação do hormônio da felicidade e uma boa noite de sono

Dormir bem não é escolha, é uma necessidade. Sempre ouvimos falar em como uma boa noite de sono pode decidir todo o nosso dia, e não precisamos de muito para saber que na prática, a qualidade colocada nesse momento realmente é decisiva para nosso dia a dia.

 

Entretanto, ainda que investir em hábitos externos como investir no ambiente que irá dormir, evitar alimentos pesados e líquidos próximo da hora e relaxar a mente, além de muitos outros, existem fatores internos do organismo que influenciam diretamente nesse momento.

 

Sabemos que nosso corpo além dos órgãos, tecidos e sistemas, é regido pelos hormônios. Pouco falados mas com um papel importantíssimo, os hormônios interferem no nosso humor, disposição e força diária, afetando também claramente, a qualidade de sono.

 

Dos hormônios que o corpo possui e que auxilia no processo de relaxamento e adesão a uma boa noite de sono, ganha destaque a serotonina, o hormônio da felicidade, que quando em baixos níveis, pode ser a chave para desencadear problemas para dormir bem.

 

Por isso, nosso foco hoje será te mostrar qual a relação da serotonina com uma boa noite de sono, mostrando um pouco mais de como atua o hormônio da felicidade e o que dormir bem tem a ver com isso, te ensinando como cuidar dele e assim, mudar sua rotina noturna. 

O hormônio da felicidade: o que é a serotonina?

Antes de falar sobre a relação da serotonina com uma boa noite de sono, é fundamental entender o que de fato ela é e como atua de modo geral no organismo.

 

Nosso corpo produz uma série de hormônios, nas chamadas glândulas endócrinas, sendo a função desse grupo o papel de mensageiro, de veículo que irá levar e proporcionar controle e coordenação para as mais diversas atividades desenvolvidas internamente.

 

Dentre esses hormônios, a serotonina é bem conhecida, justamente por ser o hormônio da felicidade. Essa associação se deu pela sua produção no sistema digestivo, mas também nas plaquetas sanguíneas e no sistema nervoso central, circulando nessas regiões.

 

Baseado nisso, a serotonina é responsável não apenas por regular, mas proporcionar controle das atividades exercidas em cada um desses lugares, como o ritmo cardíaco, temperatura, memória, humor, apetite e entre outros, o sono.

 

Por isso, chamamos de hormônio da felicidade. Pois quando nos níveis ideais e exercendo corretamente suas funções, mantém regulado e em dia tudo o que melhora a nossa qualidade de vida, disposição e ânimo, proporcionando assim, alegria de viver.

Como obter serotonina?

Devido a sua importância, a produção do hormônio da felicidade é fácil de ser obtido, sendo por meio de exercícios físicos, luz solar e até mesmo por meio da meditação. Permanecendo com os níveis ideais, a felicidade é consequência certa e imediata.

 

Assim, o foco aumenta, assim como a diminuição do estresse e ansiedade, e claro, amplia o alcance de uma boa noite de sono. Caso os níveis estejam baixos, os efeitos são contrários, com mais cansaço, desconfortos gerais e até mesmo quadros de depressão.

 

Alguns alimentos também podem proporcionar a serotonina. Todavia, por esse canal ela não chega ao cérebro, tramitando pelo sangue e outras regiões possíveis. 

A serotonina e a boa qualidade de sono

Por fim, para entender mais sobre o relacionamento da serotonina com a boa noite de sono, é preciso conhecer outro hormônio: a melatonina. 

 

Muitos ouvem falar como sendo o hormônio do sol, da pele, devido a interferência na coloração e pigmentação cutânea.

 

Contudo, a melatonina é responsável pela vontade de dormir, a chegada do sono, sendo produzida naturalmente pelo corpo, na falta de luz. Nesse seu processo de formação, a serotonina se encaixa por ser uma das responsáveis pela sua produção.

 

Assim, através das reações do organismo, o hormônio da felicidade prepara e produz o hormônio do sono, fazendo com que cuidar do corpo através de exercícios e exposição solar, é essencial para que se obtenha tranquilidade e uma boa noite de sono diária. 

 

Privar o sono ou atrapalhar a qualidade dele, altera a metabolização da melatonina, que por sua vez afeta a produção da serotonina, desregulando o sono e ainda, afetando o alcance de um humor estável e equilíbrio para exercer as diversas atividades do dia a dia.

 

Por isso, esse ciclo deve ser sempre muito bem cuidado, pois além de proporcionar uma boa noite de sono, desenvolve equilíbrio de diversas outras funções que também atuam na qualidade para dormir bem e manter as sensações e atividades plenas e em harmonia.

Vantagens de manter os níveis de serotonina

Para fechar, mostrando como uma boa noite de sono desencadeia uma série de outras vantagens ao organismo, e que elas estão diretamente ligadas na serotonina, podemos listar como mudanças a serem observadas:

 

  • Elevação do bom humor;
  • Disposição e ausência de sono durante o dia;
  • Equilíbrio alimentar e controle;
  • Mais foco, concentração e atenção;
  • Memória e aprendizado equilibrados e conexos;
  • Descontração, ânimo e disposição diária;
  • Tranquilidade e sensação de leveza.

 

Baseado nesses fatores e em outros análogos, pode-se observar quando os níveis de serotonina estão equilibrados ou altos, e caso tenha efeitos contrários a esse, já sabe que deve ficar atento e buscar formas de reposição.

Saiba agora se você possui uma boa noite de sono!

Agora que você já sabe a relação que a serotonina tem com uma boa noite de sono, não deixe de avaliar qual a qualidade das suas noites dormidas e o que pode ser feito para melhorar e alcançar cada vez mais equilíbrio e tranquilidade nesse momento.

A excelência do seu sono só depende de você. Invista!