Colchão na caixa: o que saber antes de comprar

Você está visualizando atualmente Colchão na caixa: o que saber antes de comprar

Você já ouviu falar do colchão bed in the box? Como próprio nome já diz, ele é um colchão que vem em uma caixa. Compactado para não atingir mais do que 1,15m x 0,40m e chegar na sua casa com facilidade, esse tipo de colchão virou sensação. Mas afinal de contas, o colchão na caixa é bom? Leia o post a seguir e descubra.

O que é o colchão bed in the box?

Criado em 2014 pela empresa estadunidense Casper, o colchão na caixa é basicamente uma peça prensada que é enrolada e vendida dentro de uma embalagem de papelão e plástico. A ideia é que o cliente possa receber/retirar e instalar a peça de maneira mais rápida e prática.

Quais são as vantagens do colchão na caixa?

Normalmente, o bed in the box é produzido com espumas, como látex híbrido, viscoelástico ou de suporte. Por usar esse tipo de matéria-prima, grande parte dos modelos oferece: equilíbrio térmico, ação antialérgica e absorção dos pontos de pressão.

A redução em 70% do volume do colchão também facilita a logística de entrega, diminui os custos do frete e permite que o próprio consumidor retire o produto. Também não existem problemas para passar a peça pela escada, elevador ou portas.

Além disso, a montagem é extremamente fácil e pode ser feita por uma única pessoa.

Quais são as desvantagens?

Um dos maiores problemas do colchão na caixa é que ele, geralmente, é universal. Ou seja, foi desenvolvido para atender a todos os tipos de pessoas. Em um primeiro momento isso pode parecer positivo, mas se você analisar melhor vai descobrir que isso não é o ideal.

Afinal, as pessoas são muito diferentes umas das outras. É preciso lembrar que cada indivíduo tem um tipo de corpo, que exige uma densidade de colchão específica, por exemplo. Também existem aqueles com gostos distintos, preferindo algo mais rígido ou mais macio.

Vale lembrar que cada um tem uma necessidade. Alguns são alérgicos, outros calorentos ou até mesmo doloridos, sendo necessário um produto que auxilie nessas questões. Inclusive, já publicamos um post explicando porque não acreditamos em um colchão para todos.

Pillow Top: para que serve e como escolher

Quais modelos existem no mercado?

Apesar de ter sido criado nos Estados Unidos, esse tipo de colchão já se tornou bastante comum no Brasil. Hoje em dia, existem diversos modelos disponíveis no mercado nacional.

Se você tiver se interessado e quiser saber mais sobre o colchão bed in the box, acesse o texto que fizemos sobre o assunto aqui. Agora me diga, o conteúdo “Colchão na caixa: o que saber antes de comprar” foi útil para você?