Como saber se preciso trocar o meu colchão?

Você está visualizando atualmente Como saber se preciso trocar o meu colchão?

Saber a hora de trocar o seu colchão é fundamental para a sua saúde. Dormir em um colchão velho pode trazer diversos problemas, como insônia, dores no corpo e crises alérgicas. Mas pode ficar tranquilo. Não é difícil identificar quando seu colchão já passou do ponto. Geralmente, ele apresenta alguns sinais bem claros. Listamos os principais abaixo para te ajudar.

O colchão perdeu a validade

O jeito mais fácil de saber se o colchão precisa ser trocado é checando o prazo de validade. Os fabricantes indicam a substituição do colchão de espuma a cada cinco anos e de mola a cada 10. Em alguns casos, o colchão pode durar um pouco mais. Porém, não é indicado extrapolar muito esse prazo.

O colchão está pouco firme

Outro sinal claro de desgaste do colchão é quando ele começa a perder firmeza. Isso acontece quando as molas estão quebrando, a espuma afundando ou as fibras estão comprimidas. Com áreas de deterioração de poucos centímetros você já consegue perceber que a estabilidade de seu colchão não é mais a mesma.

O colchão demora a retornar à posição original

Demorar para retornar à posição original também é um indicativo importante de que seu colchão precisa ser trocado. Quando os materiais que compõem o colchão estão muito degradados, eles passam a perder sua capacidade de recuperação. Uma forma de verificar se isso está acontecendo é observando o colchão quando você se levanta. Se ele demorar para voltar ao normal e a marca deixada tiver mais do que cinco centímetros, significa que a estrutura do seu colchão provavelmente já está comprometida.

O preenchimento está deslocado

Mais um sinal de envelhecimento do colchão é o deslocamento do preenchimento. Geralmente, isso acontece com mais frequência em colchões de espuma, que têm uma vida útil menor. O sinal dado por esse desgaste é o surgimento de regiões mais elevadas do que outras. Ao formar esses desníveis, o colchão perde sua capacidade de apoio e não consegue mais equilibrar o corpo de forma satisfatória.como escolher colchao

Você tem crises alérgicas

Você sempre acorda espirrando? Isso pode ser um sinal. Com o tempo de uso a proteção do tecido contra microrganismos vai diminuindo. O acúmulo de suor, saliva, pele morta e poeira durante anos também contribui para o surgimento de ácaros, fungos e bactérias. Tudo isso proporciona o cenário ideal para o aparecimento de reações alérgicas em quem utiliza o colchão.

Pillow Top: para que serve e como escolher

Você sente dores lombares

Agora, se você não está dormindo bem, é bom prestar muita atenção. Acordar irritado, indisposto, mal-humorado e com dores pelo corpo é o indicativo mais claro de que você precisa mesmo substituir o seu colchão. Afinal, ele já chegou ao ponto de começar a afetar a qualidade do seu sono e, consequentemente, a sua saúde.

E aí, se identificou com algum desses itens? Será que já está na hora de trocar o seu colchão? Se sim, não deixe de conferir o post sobre como escolher o melhor colchão aqui. E depois conta pra gente, ok?! 😉